Grupos Maristas do RS

Retiro dos/as Assessores/as fortalece opção pelo seguimento a Jesus

PJM,
Fazer uma experiência de encontro consigo mesmo com Deus refletindo sobre o Seguimento a Jesus de Nazaré era o objetivo do Retiro que reuniu Assessores/as da PJM nesse fim de semana, nos dias 5, 6 e 7 de maio. Foram momentos permeados de intensa escuta, autoconhecimento e partilha de vida inspirados pela beleza natural do lugar que sediou o encontro: o Balneário Jardim do Éden, localizado na Praia de Tramandaí, no litoral norte gaúcho.
 
Paisagem inspirou as orações nos dois dias
 
A simbologia do retiro era o avental, elemento retirado da carta Igreja do Avental, que apresenta a proposta de “olhar o mundo a partir da perspectiva de outra pessoa significa ser capaz de pôr-se no lugar dela; deixar-se tocar por ela”.
 
O resumo dos principais momentos era registrado do ‘lado de dentro’ do avental, que remetia ao cuidado e conhecimento interior de cada um/a precisa ter. Na sexta-feira à noite, a proposta era descobrir qual a cor do dia de cada um/a e assim [ACORDAR]. A atividade também oportunizou aos/às Participantes a possibilidade de conhecer um pouco mais de cada um/a que seria companheiro/a de encontros nestes dias.
 
Todos/as os/as participantes ganharam um avental
 
A manhã de sábado, 6/5, iniciou na beira da praia com a bela paisagem do nascer do sol. A contemplação da natureza ocorreu a partir da narrativa de Gênesis. Na sequência, o convite era para refletir sobre “quem sou eu?” e o que essa pergunta tem relação com as dimensões de cada um.
 
Ao longo da tarde, os questionamentos eram: pelo que viveu Jesus de Nazaré, pelo que viveu Champagnat e pelo que vivo? No fim da tarde, cada um/a sintetizou o dia por meio de manipulação de argila. As essências de cada obra foram apresentadas na oração da noite.
 
Cada um/a  evidenciou o resumo do dia através de obras com argila
 
No domingo de manhã, 8/5, novamente o amanhecer junto ao mar serviu de inspiração. Foi proposto que cada um/a escrevesse uma carta para si mesmo/a sobre atitude, o que cada Participante está fazendo e o que precisa ser feito de diferente daqui para frente. Após, foi feita uma breve partilha sobre o que foi escrito nas cartas e elas foram ofertadas diante da bandeira da PJM. No envio, os Participantes foram convidados estabelecer um novo comprometimento a partir das vivências do fim de semana.
 
Segundo Maria Inete Maia, Assessora no Colégio Marista Medianeira, de Erechim, o retiro foi um presente. “Foi tempo de descansar meu coração nas mãos do Criador, retomar meu projeto de vida e fortalecer minha opção pelo seguimento de Jesus”, afirma.
 
Já para Kassius Kirsten, Assessor no Colégio Marista Assunção, de Porto Alegre, resumiu a experiência como inquietante. “Inquietante por nos redescobrirmos enquanto assessores da PJM. Inquietante por nos percebermos em um mundo dilacerado pela injustiça e que espera muito de nossos/as jovens e de nós que os acompanhamos. Inquietante porque estamos dando continuidade à obra iniciada há 200 anos por São Marcelino Champagnat, o qual tinha a certeza de que o Mestre de Nazaré pensava na juventude de uma maneira especial”, explica.
 
Participantes do retiro