Grupos Maristas do RS

#ExperiênciaMuda: Confira depoimentos sobre a experiência da Missão Jovem Marista (MJM)

PJM,
A PJM da Rede Marista realiza experiências de missão desde 2013. As primeiras edições foram na Cooperativa de Produção Agropecuária Nova Santa Rita (Coopan), no Assentamento Capela, em Nova Santa Rita-RS. Do ano passado pra cá, a imersão passou a ser feita em instituições de economia solidária e cooperativismo.
 
A Missão Jovem Marista 2017 ocorreu entre os dias 25 e 28 de julho. Ao logo da semana os/as participantes visitaram a Ascat (Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis), a Ecosouvenir e malharia Mãos Amigas. [Clique aqui para saber mais sobre os empreendimentos
 
Além disso, no primeiro dia (25/8), os/as adolescentes e jovens tiveram a oportunidade de conhecer a história e opção de vida do Irmão Miguel Antônio Orlandi, que mora na Comunidade dos Irmãos da Ilha dos Marinheiros, em Porto Alegre e visitaram o Centro Social Marista Aparecida das Águas, localizada na mesma região. “Decidi dedicar minha vida à causa dos mais pobres. Essa escolha não foi do nada. Partiu de vivências realizadas em diferentes momentos. Por isso, sempre digo que as experiências que a gente faz nos mudam.”, destacou ele, incentivando os jovens a realizarem a MJM de forma plena e com o coração aberto a fazer novas descobertas.
 
Assim que a MJM terminou, surgiram testemunhos belíssimos sobre a experiência nos sites de rede sociais. Foram dezenas de demonstrações de gratidão e carinho pelos laços criados entre os(as) participantes que denotam também quanto a missão transformou o olhar dos participantes em relação à realidade atual. 
 
Optamos por publicar aqui no blog três depoimentos. Veja abaixo:
 

"Experiência muda". Essa simples frase, que até ontem estava solta no meu passaporte, hoje faz uma síntese perfeita de como foram esses quatro dias. Uma grande mudança. Nós mudamos realidades, mudamos olhares, mudamos o mundo. E ao mudar, conectamos também. Conectamos histórias, conectamos corações, conectamos sonhos, e sonhos quando se conectam se tornam realidade. A Civilização do Amor passou de algo utópico para algo real, pelo menos na CAJU, nesses últimos 4 dias, porque vivemos ela juntos, e quando estamos juntos somos mais. 
Nessa Missão eu vi, ouvi, conheci e desci a novas realidades, e assim, eu vi na prática o porquê a nossa caminhada em busca da Civilização do Amor é mais que JUSTA. Saio dela com a certeza de que sou uma nova pessoa, sou semente, sou semeador, sou mensageiro do amor. Agradeço imensamente a todos que vivenciaram esses últimos dias comigo. Tenham certeza que vocês deixaram a marca de vocês em mim, e consequentemente no mundo. Dessa Missão eu levo um sonho. Levo vários corações, agora conectados, e, principalmente, daqui eu só levo o amor."
 
Rafael Wolff Bossel | Animador da PJM do Marista Ipanema, de Porto Alegre 
 
 
 
Semear é, ter disposição para caminhar, ter um olhar cuidadoso e lançar sementes por onde passamos. É sonhar por um mundo onde o amor de Deus alcance todas as pessoas. "Quando a situação for boa, desfrute-a. Quando a situação for ruim, transforme-a. Quando a situação não puder ser transformada, transforme-se." (Victor Frank). Mesmo sabendo, que somos essencialmente bons, às vezes, é necessário lutarmos contra a dureza de nossos corações, e através da verdade e do amor do Pai, é que as mudanças surgem. Deus só permite o mal para fazer surgir dele algo melhor, dizia Santo Tomás de Aquino, e assim devemos fazer com o mundo, sendo missionários. Winnetou rio Grande assessor. "Um semeador saiu a semear." Mt 3, 4

Winnetou Soares Martins | Assessor da PJM do Marista São Francisco, de Rio Grande
 
 

Dentre muitas publicações já feitas sobre o MJM eu não podia deixar de expressar a minha gratidão por ter participado dessa missão. Palavras são agora uma singela porção para expressar o quão profundo e significativo foram esses quatro dias. Experiências transformam as pessoas, transformam olhares e atitudes. Assim, isso tudo que vivemos e sonhamos juntos nos reafirma a vontade de transformar o mundo, de ressignificar valores, sendo gratos pelas pequenas coisas, sendo sal da terra e luz do mundo, semeando amor por todo nosso caminho. Caminho esse que é a PJM, que é meio e não o fim. É o trilhar com passos a fim de encontrar, ajudar e servir desde o próximo até a pessoa mais distante e diferente de você. Isso é amor, isso é a mudança, isso é a PJM. Foi isso que vivemos nessa missão. Conhecemos diversas realidades e trabalhamos juntos para sermos uma sementinha de mudança, de esperança, e de vida. As pessoas que conheci vou guardá-las para sempre em mim, deixaram marcas, e nós, juntos como unidade, deixaremos uma marca ainda maior no mundo, eu tenho certeza.
 
Raissa Werlang Marques | Participante da PJM do Marista Maria Imaculada, de Canela.