Grupos Maristas do RS

EJM 2017 reúne 1,5 mil jovens para celebrar a caminhada do ano

PJM, PJM, PJM, PJM, PJM,

Amor, celebração, protagonismo. Essas são algumas das palavras que resumem a essência do que foi vivenciado no Encontro de Jovens Maristas 2017 (EJM). O evento ocorreu no último sábado, 16/9, em Rio Grande, e foi organizado pelo Colégio Marista São Francisco. Ao todo, 1,5 mil adolescentes e jovens de 23 Unidades da Rede Marista participaram do encontro.

 
\"\"
Passagem bíblica encenada encantou os/as participantes
 
O evento foi norteado pelo tema Uma nova onda, abordado já na abertura. Os/as estudantes do Colégio apresentaram a passagem bíblica que narra o momento no qual Jesus anda sobre o mar (Mateus 14, 22-33). Por meio de dança e encenação teatral, eles/as retrataram a história que fez parte também do subsídio de preparação para o evento.
 
Na sequência, ocorreu a celebração eucarística que, neste ano, ganhou um destaque especial por ocasião da consagração definitiva do Irmão Fabrício Basso. Ele atua no Marista São Francisco e fez questão que que os/as estudantes organizassem missa. Foi a primeira vez que uma profissão de votos perpétuos ocorreu durante o EJM. Segundo Ir. Fabrício, a escolha se dá em decorrência da atuação junto aos grupos de jovens, essenciais para o seu discernimento vocacional do religioso. “Minha consagração realiza-se em meio ao meu espaço de missão, pois acredito que qualquer vínculo, voto, propósito ou objetivo devem nos ligar à ela. Aqui, procuro colaborar para que os jovens tenham uma formação integral e levem consigo os valores maristas”, pontou ele durante a cerimônia. 
 
\"\"
Momento da profissão de votos perpétuos do Irmão Fabrício Basso
 
O momento de Ação de Graças da celebração foi marcado pela entrega da Três Violetas. O símbolo é dado a quem demonstra comprometimento com a construção de um mundo mais justo, livre e igualitário. É sinal da adesão às três virtudes maristas: humildade, simplicidade e modéstia, simbolizadas pelas três flores. Ao todo, cerca de 50 jovens receberam a simbologia.
 
O Bispo da Diocese de Rio Grande, Dom Ricardo Hoepers, presidiu a celebração e destacou que a presença das juventudes reforça a esperança de uma renovação na Igreja. “Só temos a agradecer aos Maristas por esse evento. Agradeço a quem preparou tudo e a quem fez com que essa juventude maravilhosa chegasse a nós. Acho que, com isso, Rio Grande se renova e a fé dos/as jovens contagia a todos/as como uma onda de alegria e de fé”, ressaltou Dom Ricardo no fim da celebração.
 
\"\" 
Momento da entrega das três violetas
 
A tarde iniciou com a primeira oficina do encontro. Conduzida por Animadores/as da PJM de Colégios e Unidades Sociais da Rede, o momento foi de refletir sobre a presença de Maria na vida dos/as participantes. Na oportunidade, também ocorreu a troca de uma dezena do terço, simbologia confeccionada nos grupos em preparação para o EJM. Depois, houve uma caminhada até a orla da Praia do Cassino, onde jovens executaram uma coreografia para a música A gente faz acontecer. Os ensaios para o flash mob, como foi chamada essa atividade, já estavam sendo realizados nas Unidades durante o ano.
 
\"\"
Flash mob na orla do Cassino
 
Após, os/as estudantes anfitriões/as ministraram a segunda oficina. Desta vez, a proposta de temática era a preservação ambiental. A cada grupo foi destinada a tarefa de fazer um peixe a partir de uma série materiais recicláveis disponibilizados. Posteriormente, ocorreu o envio dos/as representantes da Rede Marista para o 2º Congresso Nacional da PJM (CNPJM). 
 
Antes da confraternização de encerramento, foi anunciado que a PUCRS será a sede do EJM 2018. A divulgação da nova Unidade anfitriã foi motivo de alegria para todos/as, principalmente para os/as jovens que participam nos grupos da universidade. “É uma energia inexplicável saber que seremos os próximos a receber toda essa galera animada. A gente sabe que é um desafio grande, mas estamos muito felizes”, afirmou Cristiano Patrício, que é Animador de um dos grupos na PUC logo depois do anúncio. 
 
\"\"
Anúncio da PUCRS como sede do EJM 2017
 
Para finalizar o dia de vivências, a Banda Neotéfilos – formada por Assessores/as da PJM, subiu no palco. A festa também contou com a animação do DJ Machado - ex-integrante da PJM do Colégio rio-grandino – e encerrou com a presença da bateria da Escola de Samba Unidos do Mé.
 
Civilização do Amor
 
Para Júlia Smaniotto, Animadora no Colégio Marista Medianeira de Erechim, as 11 horas de viagem para participar do encontro valeram a pena. Estudante do 3º ano EM, ela assegurou que é difícil expressar com palavras a vivência do EJM. "O evento se tornou ainda mais especial porque foi o último e porque recebi as três violetas. Além disso, teve a ida para praia que proporcionou uma das cenas mais lindas de todos os ejms que já fui. Foi sensacional estar em cima do carro de som e ver todo mundo dançando o flash mob. O encontro deste ano relebrmou o quanto sou grata por fazer parte disso tudo e, mais importante, que a civilização do amor é possível sim”, testemunhou a jovem fez parte do grupo que criou a coreografia apresentada à beira-mar. 
 
Somando o número de educadores/as e acompanhantes das delegações, equipe organizadora local, Irmãos e demais colaboradores/as Rede, o total de participantes no encontro chegou a mais de 1,7 mil pessoas. Todas as atividades do EJM 2017 ocorreram na Sociedade Amigos do Cassino (SAC), localizada na Praia do Cassino a cerca de 23 quilômetros da cidade de Rio Grande.
 
\"\"
Presença de escola de samba encerrou a festa