Grupos Maristas do RS

Chama-se Jesus - Poema de Pedro Casaldáliga

Sobre Juventudes,

 

Fonte: Biblioteca Amerindia

Inspirado pela proximidade da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Pedro Casaldáliga escreveu um poema intitulado Chama-se Jesus, direcionado aos jovens envolvidos nos desafios desse grande evento.

Casaldáliga é bispo católico radicado no Brasil desde 1968. Atualmente, é bispo emérito da Prelazia de São Félix do Araguaia.

É poeta, autor de várias obras sobre antropologia, sociologia e ecologia e adotou como lema para sua atividade pastoral: Nada possuir, nada carregar, nada pedir, nada calar e, sobretudo, nada matar.

 

Pedro Casaldáliga – bispo emérito da

Prelazia de São Félix do Araguaia.

 

 

À juventude envolvida nos desafios da JMJ

CHAMA-SE JESUS

Quero que tropeceis com Ele como se tropeça com a porta de Casa.

Mas não podeis negar que se chama Jesus, com identidade de pobre.

Deus veio a casa, desdizendo-se de sua glória.

Pediu licença

ao ventre de uma jovem sacudido por um decreto do César,

e se fez um de nós:

um palestino como tantos na sua rua sem número,

semiartesão de toscos afazeres,

que vê passar os romanos e as andorinhas,

que morre, depois, de morte matada,

fora da Cidade.

Já sei que faz muito que o sabeis,

que vo-lo dizem,

que o sabeis friamente porque vo-lo disseram com palavras frias…

Eu quero que o saibais

de uma vez,

hoje, talvez,

pela primeira vez,

absortos, desconcertados, livres de qualquer mito,

livres de tantas mesquinhas liberdades.

Quero que vo-lo diga o Espírito como um corte em tronco vivo!

Quero que O sintais como uma onda de sangue no coração da rotina,

no meio desta corrida de rodas entrechocadas.

Quero que tropeceis com Ele como se tropeça com a porta de Casa,

retornados da guerra, sob o olhar e o beijo impaciente do Pai.

Quero que O griteis

como um grito de vitória pela guerra perdida

ou o nascimento sangrento da esperança

na cama de vosso tédio, noite adentro, apagada toda ciência.

Quero que O encontreis, num total abraço, Companheiro, Amor, Resposta.

Podereis duvidar de que tenha chegado a casa,

se esperais que vos mostre o comprovante dos prodígios,

se quereis que vos sancione a apatia da vida.

Mas não podeis negar que se chama Jesus, com identidade de pobre .

E não podeis negar-me que O estais esperando

com a louca carência de vossa vida repudiada

como se espera o alento para sair da asfixia

quando já a morte se enroscava ao pescoço,

como uma serpente de perguntas.

Chama-se Jesus.

Chama-se como nos chamaríamos se fôssemos, realmente, nós.