Grupos Maristas do RS

PJM da PUCRS | Pequena casa, grandes sonhos

PJM nas Unidades,

Fonte: Ruah

#GUM

Participar de um grupo, fazer novas amizades, ter um espaço de partilha, de colocar suas ideias, de vivenciar a espiritualidade, aprofundar a fé, exercitar a solidariedade e lutar por um mundo melhor são apenas alguns dos motivos que fazem os jovens do Grupo Universitário Marista (GUM) se reunirem semanalmente. O grupo é composto por universitários e diplomados de diversos cursos da PUCRS e atualmente conta com cerca de 40 participantes.

O grupo tem como pilares: a convivência, a formação integral, o aprofundamento da espiritualidade marista e o compromisso social.

Confira uma das atividades do GUM, que confirma a questão do compromisso social.


Pequena Casa, grande resultado

Na placa que lemos na entrada está escrito Pequena Casa da Criança. Mas só na plaquinha a casa é pequena. Dentro dos muros que a cercam, mais de 1.600 pessoas são atendidas mensalmente, entre crianças, adolescentes e idosos.

Quando Alexandre atravessa a entrada, aquela Instituição passa a ter o tamanho dos sonhos de cada um que ali está. Cada pequenino traz consigo sua alegria, sua esperança, sua criancice. E jovens como Alexandre passam a trocar experiências que marcam os dois lados de forma profunda. Uma vez ao mês ele deixa de lado os processos do escritório de direito onde trabalha para se dedicar às crianças da entidade. Quando está com elas, lê histórias, faz brincadeiras, desenha, lancham juntos. O tempo passa rápido. Para ele, que já esteve do outro lado e recebeu o carinho de outras pessoas, o sentimento de devolver esse afeto é diferente do que imaginava. “Parece que são eles que estão te ajudando, e não o contrário. Tu podes estar fazendo muito pouco, mas eles se lembram da gente, se alegram e nos recepcionam com sorrisos no rosto que te motivam muito”, conta.
Evelyn Lima concorda. Ela também participa da casa há cerca de um ano e se sente gratificada com o que propicia aos pequenos. “Os gestos que fazemos são pequenos, mas eles os reconhecem.”


   Participantes do GUM em atividade na Pequena Casa da Criança 

Os primeiros trabalhos que desenvolveram na casa foi de reformas e consertos. Pintaram a fachada externa, o ginásio, a quadra esportiva, arrumaram o refeitório, limparam os banheiros, consertaram pequenas coisas aqui e acolá. “Me lembro que estava frio e chovendo quando fui a primeira vez, acharam que eu não voltaria mais, mas foi tão gratificante. O trabalho é pesado, mas a alma sai leve”, lembra Alexandre.
Evelyn reforça: “Tu chegares lá e presenciar as crianças brincando nos locais em que fizemos os reparos, e a alegria delas brincando conosco, não tem preço. Me faz cada dia ter mais vontade de continuar participando do trabalho voluntário e agradecer a tudo o que eu tenho”.
Atualmente, junto com Alexandre e Evelyn, cerca de 20 universitários do Grupo Universitário Marista participam mensalmente dessa atividade, buscando construir um mundo um pouquinho melhor. Juntos eles planejam, executam e avaliam todas as atividades realizadas com as crianças, na certeza de que cada sorriso, cada abraço, cada gesto de amor valeu (e muito!) a pena.


               Assessora, Animadoras e participantes reunidos 

Quer conferir essa e outras matérias? Revista Ruah!