Grupos Maristas do RS

3ª Conferência Nacional de Juventude: as várias formas de mudar o Brasil

Mística da PJM,

Você já ouviu falar da 3ª Conferência Nacional de Juventude? Ela acontecerá em dezembro de 2015 em Brasília e reunirá milhares de jovens de todo o país. Antes desta, já tivemos a 1ª Conferência, realizada em 2008 e a 2ª, em 2011. Ela será organizada pela Secretaria Nacional de Juventude e do Conselho Nacional de Juventude.
A Conferência Nacional tem vários objetivos que buscam criar um espaço democrático e participativo para os jovens e organizações de juventude. Você pode conferir no Regimento Interno todos os objetivos.

Os objetivos visam aprofundar quais são as prioridades de atuação para melhorar a vida dos jovens brasileiros, principalmente através de Políticas Públicas organizadas em nível nacional.
O tema da conferência será “As várias formas de mudar o Brasil”. Os debates serão organizados segundo os eixos estabelecidos no Estatuto da Juventude:

I - Direito à Cidadania, à Participação Social e Política e à Representação Juvenil;
II - Direito à Educação;
III - Direito à Profissionalização, ao Trabalho e à Renda;
IV - Direito à Diversidade e à Igualdade;
V - Direito à Saúde;
VI - Direito à Cultura;
VII - Direito à Comunicação e à Liberdade de Expressão;
VIII - Direito ao Desporto e ao Lazer;
IX - Direito à Sustentabilidade e ao Meio Ambiente
X - Direito ao Território e à Mobilidade;
XI - Direito à Segurança Pública e ao Acesso à Justiça.

Antes da Conferência Nacional, acontecerão etapas Livres e Territoriais, etapas das Juventudes de Povos e Comunidades Tradicionais, Municipais, Regionais, Estaduais, do Distrito Federal e Nacional. Quanto mais jovens e organizações participarem destas etapas mais rico será o debate e a proposição de ideias para esta construção coletiva. Por isso, você e o seu grupo são convidados a participarem deste processo e ajudarem a pensar quais são as principais prioridades para a vida das juventudes.

Sugestão de roteiro para encontro do grupo.
Observação: Preparar antes um caminho no chão, no ambiente onde será realizado o encontro. Escrever a frase “Caminho de Emaús”. Escrever também os 11 Direitos previstos no Estatuto da Juventude e colocar em tiras de papel ao longo do caminho. Colocar juntos recortes de imagens de jovens em várias situações.

1. Ler a passagem do Evangelho de Emaús : Lc 24, 13-35
- O Assessor/a ou Animador/a faz um comentário dizendo que inicialmente os discípulos estavam desanimados pela morte de Jesus, mas depois ficaram animados com a presença dele e levantaram-se para voltar a Jerusalém. Assim também na nossa vida de jovens temos motivos que nos desanimam, mas também temos motivos que nos animam, que nos desafiam a querer ir em frente para resolver aquelas situações, assim como os discípulos fizeram.

2. Trabalho em grupos:
- Cada grupo pega 2 ou 3 dos papéis com os Direitos que estão no caminho.
- O grupo irá preparar um cartaz/painel com duas partes. De um lado colocarão os aspectos que desanimam os jovens da sua cidade, bairro, escola com relação ao “Direito”, que pegaram. Do outro lado colocarão os desafios para resolver aquela situação. (Exemplo: se pegaram o Direito ao Desporto e ao Lazer: um motivo que desanima poderia ser a falta espaços de lazer e quadras esportivas nos bairros; uma solução poderia ser cobrar o poder público para que a cidade crie estes espaços).

3. Apresentação dos grupos:
- Cada grupo apresenta o seu painel e faz uma discussão sobre os problemas e soluções apresentados.

4. Pensar para o futuro:
- Pensar junto com o grupo: como fazer para que estes problemas e soluções possam chegar até a Conferência de Juventude da sua cidade? O nosso grupo irá se articular para participar da Conferência de Juventude da nossa cidade? Se não houver conferência ou se não pudermos participar, que tal propor uma conferência livre na nossa escola/centro social, convidando outros grupos: do Grêmio Estudantil, do Voluntariado, do Teatro, etc.?

Para maiores informações sobre a conferência acesse o site da 3º Conferência Nacional de Juventude.

Aproveite e confira o vídeo de lançamento da conferência, que também ajuda a entender todo o processo.

      

Texto: Maurício Perondi | Analista de Pastoral do Centro de Pastoral e Solidariedade e pesquisador do Observatório Juventudes PUCRS