Grupos Maristas do RS

Somos terra

Mística da PJM,

O ser terra é ter consciência da possibilidade de nos relacionarmos com os outros de igual para igual, é ter noção do sentido de pertença a nossa casa comum. Ou seja, entender a terra como uma casa que necessita de acolhida, cuidado, respeito, e um constante diálogo.

“Certo dia, ao atravessar um rio, Cuidado viu um pedaço de barro. Logo teve uma ideia inspiradora. Tomou um pouco do barro e começou a dar-lhe forma.

Enquanto contemplava o que havia feito, apareceu Júpiter. Cuidado pediu-lhe que soprasse espírito nele, o que Júpiter fez de bom grado.

Quando, porém, Cuidado quis dar um nome à criatura que havia moldado Júpiter lhe proibiu.
Exigiu que fosse imposto seu nome. Enquanto Júpiter e o Cuidado discutiam, surgiu, de repente, a Terra.

Quis também ela conferir o seu nome à criatura, pois era feita de barro, material do corpo da Terra.

Originou-se então uma discussão generalizada. De comum acordo pediram a saturno que funcionasse como árbitro.
Este tomou a seguinte decisão que pareceu justa:

- Você, Júpiter, deu-lhe o espírito; receberá, pois, de volta este espírito por ocasião da morte dessa criatura.

– Você, Terra, deu-lhe o corpo; receberá, portanto, também de volta o seu corpo quando essa criatura morrer.

– Mas como você, Cuidado, foi quem, por primeiro, moldou a criatura, ficará sob seus cuidados enquanto ela viver.

E uma vez que entre vocês há acalorada discussão acerca do nome, decido eu: esta criatura será chamada Homem, isto é, feita de húmus, que significa terra fértil”.

Homem, terra fértil, desde que devidamente cuidada...
(Fábula do cuidado | Boff. Leonardo. Saber cuidar: ética do humano - compaixão pela terra. Rio de Janeiro: Vozes, 1999 p. 46)).

As nossas relações com a terra são permeadas de diversas possibilidades de reflexão. Encontramos na Palavra de Deus diversos relatos de pessoas que se colocam em atitude de saída, para, assim, ter uma ação de cuidado, desafio.

No livro do Êxodo, encontramos alguns relatos que tratam do processo de saída do povo hebreu do Egito, de modo especial, ou seja, o povo de Israel parte para uma nova terra.
Sair é ir ao encontro e comunicar-se com os outros. “O bem tende a comunicar-se. Toda a experiência autêntica de verdade e de beleza procura, por si mesma, a sua expansão; e qualquer pessoa que viva uma libertação profunda adquire maior sensibilidade perante a necessidade dos outros.

Por isso quem deseja viver com dignidade e em plenitude, não tem outro caminho senão reconhecer o outro e buscar o seu bem”(Papa Francisco, EG, n:º 9, p.11).

Ser jovem é ter consciência da possibilidade de sair em busca de algo: das utopias sonhadas do outro, do próximo. Desejamos “sair em direção aos outros para chegar às periferias humanas” (Papa Francisco, EG, n:º 46, p.33).

A humanidade é chamada a tomar consciência da necessidade de mudanças de estilos de vida, de produção e de consumo, para combater o aquecimento ou, pelo menos, as causas humanas que o produzem ou acentuam.

Sugestão do vídeo: Por um planeta em equilíbrio

Sugestões de perguntas:
• O que é ser Terra para você?
• No contexto de uma sociedade descartável, em que contexto se insere a juventude na luta de uma conscientização ecológica para com o nosso planeta?

Texto: Ir. Matheus da Silva Martins | Membro da Equipe Provincial da PJM e Agente de Pastoral no Colégio Marista PIO XII