Grupos Maristas do RS

Que jovem é esse?¹

Mística da PJM,
Juventude é uma palavra bastante conhecida e utilizada em nosso cotidiano. É uma daquelas palavras que “todo mundo entende” e que, portanto, permitiria uma compreensão “homogênea e cristalina”. Percebe-se, no entanto, que ela abarca diferentes sentidos, sendo usada em diferentes contextos, com diferentes significados. Muitos creem que se refere a certa faixa etária, outros acreditam que se trata de um determinado período da vida, e ainda há quem perceba como apenas um estado de espírito. Mas, afinal, o que é mesmo juventude?
 
A palavra juventude remete-nos à ideia de uma fase da vida, situada entre a infância e a vida adulta, entre a dependência, caracterizada pela primeira, e a autonomia, caracterizada pela segunda. Mas, ainda que na maior parte das sociedades, ao longo da história, a ideia de fases da vida esteja de alguma forma presente, elas adquirem diferentes recortes e significados.
 
A noção de juventude, assim como as demais fases do ciclo da vida, apresenta-se como uma construção sócio-histórico-cultural. Em cada sociedade, época histórica, e de acordo com os diferentes grupos que a compõem, as fases da vida assumirão contornos específicos quanto à duração, às suas características e seus significados. Por isso, a partir dos anos 2000, adotou-se o termo juventudes no plural, pois as formas pelas quais os jovens irão viver sua juventude diferenciam-se enormemente em função de sua classe social, das relações de gênero que experimentam, de sua raça/etnia, da região em que moram, de sua escolaridade, de sua experiência pessoal, etc. Como podemos perceber, não é tão simples assim compreender o conceito de juventudes.
 
  No Brasil, de acordo com o Estatuto da Juventude (Lei nº 12.852/2013), adota-se o termo juventudes e a idade de 15 a 29 anos². Nós, da Rede Marista, compreendemos que o conceito de juventudes inclui sujeitos que vivem a condição juvenil, não nos restringindo apenas à questão etária. Por exemplo, um adolescente de 12 ou 13 anos que integra grupos juvenis é compreendido como jovem³. Pode-se considerar que a adolescência é uma primeira etapa de uma idade da vida mais ampla, que é a juventude, ou seja, integra um dos diferentes momentos da vida juvenil. Além da complexidade sobre a noção juventudes, há também o desafio de compreender as diferentes, e por vezes contraditórias,  imagens e percepções* sobre os\as jovens, mas isso é assunto para outra roda de conversa.
 
1 REDE MARISTA. Juventudes: nosso jeito de compreender e atuar junto aos jovens contemporâneos, 2016, p. 10-12. Esse texto é uma produção do Comitê Juventudes e foi extraído na íntegra.
2 O Estatuto da Juventude, sob a lei nº 12.852/2013, determina o período entre 15 e 29 anos.
3 Vale ressaltar que, dependendo do campo do conhecimento, há denotações e delimitações diferentes sobre a diferenciação entre adolescência e juventude. Por exemplo, a Psicologia tende a privilegiar a noção de adolescentes, já as Ciências Sociais costumam adotar a noção de juventudes. Em cada campo disciplinar também existem polêmicas próprias, com um debate entre diferentes concepções (DAYRELL; CARRANO, 2014, p. 109).
4 FEIXA, Carles. A construção histórica da juventude. In: CACCIA-BAVA, Augusto et all. Jovens na América Latina, 2004, p. 257-327.
 
Pra Sempre
Forfun
 
Será pra sempre longe
Será pra sempre perto
Será sempre segredo 
Aquilo a ser descoberto
 
Será pra sempre lindo
Será pra sempre feio
Não será sempre incompleto
O que terminou no meio
 
Será como um cometa
Será como um vulcão
Será um velho amigo
Caminhando em sua direção
 
Será pra sempre antigo
Será sempre moderno
Serão biodegradadas
As folhas desse caderno
 
Será sempre réveillon
Será sempre feriado
Prazeroso e sofrido
Enquanto for aprendizado
 
Será pra sempre acerto
Será pra sempre engano
Será alguma outra coisa
Depois de ser humano
 
Será sempre vantagem
Será sempre prejuízo
Será sempre uma lágrima
Abrindo alas p'rum sorriso
 
Serão lembranças queridas
Do futuro e da memória
Pra sempre será coragem
Pra sempre será vitória!
 
Texto: José Jair Ribeiro | Coordenador Provincial da PJM